Sobre não fazer tudo o que queremos!

Acho que todos já fizemos isso: nos matriculamos em uma academia, inscrevemos para um curso, compramos um ebook… e não fizemos uso.

Tivemos esperança de aprender a desenhar, programar, tocar um instrumento musical… e então rapidamente fracassamos em fazer isso.

Tínhamos as melhores das intenções para um projeto (talvez começar um blog ou escrever um livro). Tínhamos as melhores intenções para nosso dia, ser produtivo e dar o gás.

E então nossos planos desmoronaram. Nós fracassamos para ver nossas esperanças.

Por que isso? O que há de errado conosco?

Segundo minha experiência, existem alguns obstáculos fundamentais:

Somos otimistas demais. Achamos que temos a capacidade de fazer 2-5 vezes o que podemos de verdade. Nós temos capacidade, energia, e tempo limitados. Mas não somos muito bons em calcular nenhum desses, e também pensamos que as coisas que queremos fazer irão levar muito menos tempo do que realmente leva. O otimismo nos derruba todas as vezes.

Não contamos com as pequenas coisas. Esse aspecto caminha de mãos dadas com o otimismo, mas quando estamos pensando em nossos planos, não pensamos sobre todas as coisinhas, como tarefas de manutenção, que precisam ser feitas para cumprir nossos planos… ou para simplesmente viver. Não pensamos em tomar banho, escovar os dentes, nos vestir, cozinhar, comer, limpar, lavar roupa, dirigir, colocar gasolina, responder mil e dois e-mails, receber ligações, usar o banheiro etc. Nós simplesmente não estamos atentos à nossa capacidade de calcular tudo isso.

Falhamos em frente à resistência. Quando temos a escolha de focar no que esperávamos focar, ou fazer alguma tarefa ou ir para alguma de nossas distrações habituais… a resistência surge. E nossa resposta habitual e condicionada é fugir da resistência. Algumas vezes temos a motivação de ultrapassá-la, mas na maioria das vezes colocamos as coisas de lado, porque derrotar a resistência não é fácil.

Não temos o ambiente correto. Um fator importante a ser considerado quando tentamos ultrapassar a resistência é o ambiente favorável em nos manter na tarefa ou nos responsabilizar. Por exemplo, se somos parte de uma equipe, e eles estão contando conosco para que um projeto seja terminado até o fim do dia, estaremos mais motivados em ultrapassar a resistência porque não queremos desapontá-los. Mas digamos que ninguém irá saber se procrastinamos por um dia todo – e existem várias distrações tentadoras nos encarando no navegador – será menos provável que iremos terminar as coisas. Responsabilidade, pessoas encorajadoras, a presença de distrações: estas são algumas das partes fundamentais de qualquer ambiente que estejamos.

Estas são coisas que todos nós fazemos. Não há ninguém entre nós que está imune a estes problemas – certamente não sou eu ou ninguém que conheço.

Então o que podemos fazer? Termina que há poucos hábitos fundamentais que podemos formar para ajudar com esses problemas, e alguns deles irão parecer óbvio agora que identificamos as causas.

Soluções para os obstáculos fundamentais

Se você quer realmente fazer uso da matrícula da academia ou do curso, você quer terminar aquele projeto pessoal ou ler aquele ebook que você comprou. Aqui estão algumas sugestões que eu encontrei para ser eficiente em realmente fazer o que espero fazer:

Saiba que você provavelmente só tem 3-4 horas por dia de produtividade para terminar seus projetos, terminar trabalhos importantes, ler livros e aprender coisas. O resto do tempo é gasto em sono, refeições, manutenção pessoal, transporte, reuniões, ligações, email, distrações, compras, preparo de refeições, recados, cuidado com os filhos ou sair com os amigos etc.
Separe o que você pode fazer nesse tempo. Exercício, escrita, leitura, aprendizado e outras tarefas importantes.
Agora corte metade desses. As coisas que você quer fazer irão levar o dobro de tempo que você espera. Se você tem algum tempo restante, bônus! Não utilize esse tempo em distrações, mas para fazer as tarefas que você cortou.

Se você quiser mais tempo produtivo, corte algumas distrações, como TV e leitura online. Mas você provavelmente só irá acrescentar uma hora por dia.

Ajeite um bom ambiente para cada projeto que você queira completar – se você quiser aprender a tocar violão, tenha responsabilidade e alguém para lhe encorajar, até mesmo que isso signifique achar alguém online. Coloque prazos e tenha pessoas com quem possa contar para que você conclua seu projeto. Vá para algum lugar por 30 minutos onde não haverá distrações.

Quando você estiver pronto para se concentrar em algo que esperava concluir, encare a resistência em vez de fugir dela. Olhe para sua cara. Veja que não é tão mau. Conheça seu motivo mais profundo para querer terminar isso, e lembre que esse motivo vale o suficiente para encarar a resistência e forçar, independente do desconforto.

Eu espero que você as considere úteis. Eu as utilizei para aprender coisas, concluir projetos, continuar com programas de exercício, para fazer coisas com meus filhos. Estou longe da perfeição, sempre esqueço essas coisas, mas quando eu lembro de fazê-las, estou muito melhor em realizar minhas esperanças e sonhos.

Compartilhe este Post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Fechar Menu